Pró-Espécies seleciona consultoria para manejo de Espécies Exóticas Invasoras e Plantio de Espécies Alternativas em UCs no RJ – Aberta

Publicado em 8 de outubro de 2021
Pró-Espécies seleciona consultoria para manejo de Espécies Exóticas Invasoras e Plantio de Espécies Alternativas em UCs no RJ – Aberta Créditos: Inara Batista

Convidamos você a participar da seleção para realizar manejo de Espécies Exóticas Invasoras (EEI) e plantio de espécies alternativas às EEI em Unidades de Conservação selecionadas pela equipe de coordenação com o objetivo de implantar algumas ações do Plano de Ação Nacional para a Conservação da Flora Endêmica Ameaçada de Extinção do Estado de Rio de Janeiro (PAN Flora Endêmica do RJ), realizando todas as etapas do projeto previstas do manejo ao longo de seis meses, articulando com os parceiros e elaborando relatórios, no âmbito do Projeto Pró-Espécies: Todos contra a extinção.

O escopo de trabalho para os serviços especificados nesta Carta Convite são as Unidades de Conservação: Parque Estadual da Costa do Sol, Parque Estadual da Ilha Grande/Reserva Biológica Estadual da Praia do Sul, Parque Estadual Pedra Branca e Parque Estadual da Serra da Tiririca, localizadas no estado do Rio de Janeiro.

A Estratégia Nacional para a Conservação de Espécies Ameaçadas de Extinção Pró-Espécies: Todos contra a extinção é uma iniciativa do Ministério do Meio Ambiente (MMA) que tem como objetivo adotar ações de prevenção, conservação, manejo e gestão para minimizar as ameaças, o risco de extinção e melhorar o estado de conservação das espécies ameaçadas.

O período estimado da consultoria será de 180 dias (de outubro/2021 a março /2022).

Os candidatos devem enviar a proposta até o dia 22/10/2021. Acesse para mais informações sobre a carta convite.

Dúvidas podem ser encaminhadas até o dia 18/10/2021 pelo email: proespecies@wwf.org.br. A publicação do Anexo de Perguntas e Respostas será publicado nesta página até o dia: 20/10/2021.

 

Sobre o Projeto Pró-Espécies

O projeto Pró-Espécies é financiado pelo Fundo Mundial para o Meio Ambiente (GEF, da sigla em inglês para Global Environment Facility Trust Fund), é coordenado pelo Departamento de Espécies (DESP/MMA) e implementado pelo Fundo Brasileiro para a Biodiversidade (Funbio), sendo o WWF-Brasil a agência executora.

O projeto trabalha em conjunto com 13 estados do Brasil (MA, BA, PA, AM, TO, GO, SC, PR, RS, MG, SP, RJ e ES) para desenvolver estratégias de conservação em 24 territórios, totalizando 9 milhões de hectares. E prioriza a integração da União e estados na implementação de políticas públicas, assim como procura alavancar iniciativas para reduzir as ameaças e melhorar o estado de conservação de pelo menos 290 espécies categorizadas como Criticamente em Perigo (CR) e que não contam com nenhum instrumento de conservação.

Pin It on Pinterest