Pró-Espécies seleciona consultoria para a realização de Curso de pilotagem de drones e mapeamento de Áreas de Coleta de Sementes do PAT Caminho das Tropas – Prorrogada

Publicado em 8 de janeiro de 2024
Pró-Espécies seleciona consultoria para a realização de Curso de pilotagem de drones e mapeamento de Áreas de Coleta de Sementes do PAT Caminho das Tropas – Prorrogada Créditos: Moisés Muálem/WWF-Brasil

Convidamos você a participar da seleção para a realização de curso teórico-prático de pilotagem de aeronaves remotamente pilotadas (drones) e mapeamento aéreo de potenciais Áreas de Coleta de Sementes, para auxiliar na execução do Plano de Ação de Espécies Ameaçadas de Extinção do Território Caminho das Tropas PR-SP.

O PAT Caminho das Tropas PR SP visa melhorar o estado de conservação e o conhecimento sobre as espécies ameaçadas de extinção, por meio do envolvimento de diversos atores, visando a mitigação dos impactos diretos e indiretos causados pelos principais vetores de pressão que incidem sobre as espécies alvo deste território. Para esse território foram definidos seis objetivos que buscam a proteção, a conservação, a restauração, o uso sustentável dos ecossistemas e da biodiversidade, com atenção especial às espécies alvo e formações fitofisionômicas campestres, savânicas, de floresta ombrófila mista e ambientes cavernícolas. Ainda, nesse contexto, ações que fortaleçam a implementação de políticas públicas, como a adesão e implementação do Cadastro Ambiental Rural na área do PAT, fortalecem a gestão territorial.

Entre as principais ações para a implementação do Cadastro Ambiental Rural (CAR) e Programa de Regularização Ambiental – PRA no Paraná, temos o incentivo a restauração de áreas naturais antropizadas para a implementação/recuperação de Reserva Legal (RL) e Áreas de Preservação Permanente (APP). Para apoiar essa ação, o estado do Paraná, por meio de seus 19 viveiros florestais geridos pelo Instituto Água e Terra (IAT) e SEDEST, fornece mudas de espécies nativas aos proprietários de áreas que necessitam tal ação. Assim, com o avanço da implementação desta política pública, prevê-se o crescimento da demanda por mudas nativas para projetos de recuperação de áreas degradadas e alteradas.

Atualmente, os viveiros públicos do IAT são os principais responsáveis pelo atendimento desta demanda, por meio da doação de mudas florestais nativas de diversas espécies. Entretanto, faz-se necessário ampliar a produção, especialmente das espécies ameaçadas de extinção elencadas no território, nos viveiros do IAT que atendem aos projetos de recuperação de áreas degradadas abrangidas pelo PAT Caminho das Tropas Paraná – São Paulo. Para isso, é preciso intensificar a coleta de sementes nativas, por meio da identificação de novas árvores matrizes e coleta de sementes. Como ferramenta de facilitação do processo de identificação de novas matrizes, as aeronaves remotamente pilotadas demonstram aptidão e comodidade para a execução dessa atividade. Em razão do exposto, esta Carta Convite objetiva contratar um serviço para a realização de curso teórico-prático de pilotagem de aeronaves remotamente pilotadas (drones) com vistas ao mapeamento de potenciais Áreas de Coleta de Sementes.

A Estratégia Nacional para a Conservação de Espécies Ameaçadas de Extinção Pró-Espécies: Todos contra a extinção é uma iniciativa do Ministério do Meio Ambiente e Mudança do Clima (MMA) que tem como objetivo adotar ações de prevenção, conservação, manejo e gestão para minimizar as ameaças, o risco de extinção e melhorar o estado de conservação das espécies ameaçadas.

O período estimado da consultoria será de março a maio de 2024.

Os candidatos devem enviar a proposta até o dia 26/02/2024. Acesse para mais informações sobre a carta convite.

Dúvidas podem ser encaminhadas até o dia 21/02/2024 pelo e-mail: [email protected] e [email protected].

A publicação do Anexo de Perguntas e Respostas será publicado nesta página até o dia: 23/02/2024.

Sobre o Projeto Pró-Espécies

O projeto Pró-Espécies é financiado pelo Fundo Global para o Meio Ambiente (GEF, da sigla em inglês para Global Environment Facility Trust Fund), é coordenado pelo Departamento de Conservação e Uso Sustentável da Biodiversidade (DCBio/MMA) e implementado pelo Fundo Brasileiro para a Biodiversidade (Funbio), sendo o WWF-Brasil a agência executora.

O projeto trabalha em conjunto com 13 estados do Brasil (MA, BA, PA, AM, TO, GO, SC, PR, RS, MG, SP, RJ e ES) para desenvolver estratégias de conservação em 24 territórios, totalizando 9 milhões de hectares. E prioriza a integração da União e estados na implementação de políticas públicas, assim como procura alavancar iniciativas para reduzir as ameaças e melhorar o estado de conservação de pelo menos 290 espécies categorizadas como Criticamente em Perigo (CR) e que não contam com nenhum instrumento de conservação.

 

1ª Prorrogação do Prazo da Carta Convite SC001573 – Publicado no dia 02 de fevereiro de 2024.

2ª Prorrogação do Prazo da Carta Convite SC001573 – Publicado no dia 16 de fevereiro de 2024.

Pin It on Pinterest